Conheces o teu tipo de pele?

Existem cinco tipos de pele, cada um com as suas características. Consegues descobrir o teu?

Para aqueles que se preocupam com a sua imagem e em como tratar da sua pele, há que saber qual o tipo de pele que possuem. A pele é o maior órgão do nosso corpo e tem como funções: regulação da temperatura, controlo de sensações, regeneração/cicatrização; e protecção contra choques, pressão e abrasão.

Muito sucintamente, a pele é composta por três camadas: epiderme (camada mais superficial), derme e hipoderme (camada mais profunda). Acima da epiderme temos o extracto córneo e ainda o filme hidrolipídico. O filme hidrolipídico, bem como os seus teores em água e óleo, é um dos factores que vai determinar o tipo de pele que temos. Assim, existem cinco tipos diferentes de pele: seca, normal, mista, oleosa e sensível.

Pele Seca

É o tipo de pele que possui um desequilíbrio ao nível das glândulas sebáceas, que não produzem uma quantidade ideal de oleosidade para lubrificar a região. É uma pele com uma aparência sem luminosidade; com um aspecto esbranquiçado; textura descamativa; poderá apresentar manchas vermelhas e, em alguns casos, feridas. Para além disto, apresenta sintomas como comichão, sensação de repuxar, ardor e sensibilidade. Assim, uma pele seca necessita de cuidados nutritivos, bem como hidratantes a fim de garantir a barreira cutânea íntegra, bem como nutrida.

Pele Normal

Este é o tipo de pele que todas as pessoas ambicionam ter. É o tipo de pele que os bebés e as crianças possuem antes de entrar na puberdade (excepto quando estamos na presença de alguma patologia cutânea). É um tipo de pele com o equilíbrio ideal da actividade das glândulas sebáceas, não existindo oleosidade excessiva, nem vermelhidão. É uma pele lisa, sem rugosidades e sem descamação ou sensação de repuxar.

Pele Mista

Tal como o nome indica, é um tipo de pele que apresenta características de pele seca, assim como de pele oleosa. É caracterizada por uma zona T (testa, nariz e queixo) com bastante oleosidade, pelo que necessita de cuidados adaptados para esta zona. e uma Zona V (maças do rosto) com uma aparência mais baça e com a pele mais seca. Como tratar? Utilizar cuidados seborreguladores na Zona T e cuidados nutritivos na Zona V, nunca esquecendo que os mesmos devem ter uma boa componente hidratante.

Pele Oleosa

É o tipo de pele em que as glândulas sebáceas têm uma actividade exacerbada. Geralmente, a oleosidade é concentrada na Zona T (testa, nariz e queixo). É uma pele com excesso de brilho e apresentam uma maior tendência ao surgimento de pontos brancos e pontos negros. Uma pele oleosa desidrata facilmente, pelo que é de extrema importância usar um bom produto hidratante.

Pele Sensível

É uma pele fina, clara, por vezes um pouco seca. Para além disso, descama à superfície e fica vermelha facilmente. É uma pele que repuxa e é extremamente reactiva ao vento, frio, produtos cosméticos inadaptados, a uma higiene demasiado enérgica (movimentos muito bruscos) e a água com teor em calcário elevado. O tipo de cuidados para este tipo de pele devem ser com o mínimo de ingredientes possível e, idealmente, sem perfume.

Agora que conheces as diferenças entre cada tipo de pele já és capaz de perceber qual o teu tipo de pele. De salientar que estas são as características gerais para uma pele sem qualquer tipo de patologia associada.

Qual o teu tipo de pele?

Ricardo Rodrigues

Farmacêutico, pós-graduado em Dermatocosmetologia, autor do blogue "O Pinguim Sem Asas" e natural da cidade do Porto. Um apaixonado por cosméticos que acredita que toda a gente tem potencial para ter uma pele incrível e saudável!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *