Braga Romana: Reviver Bracara Augusta

Braga Romana é uma festa de grande tradição. Já conheces?

E mesmo que este ano tenha sido cancelada pela pandemia, a Braga Romana é uma festa de grande tradição na cidade e, por isso, vamos viajar um pouco no tempo e dar uma espreitadinha ao que lá se passa.

O que é?

O evento Braga Romana é uma festa que se comemora anualmente no mês de Maio, como o próprio nome indica, em Braga. Com o fundamento de comemorar os primeiros tempos de vida naquela cidade, esta festa permite-nos fazer uma verdadeira viagem no tempo e recriar o universo romano, em particular o quotidiano dos denominados Bracaraugustanos.

Aqui, vestidos a rigor ou não, podemos desfrutar de iguarias romanas, assistir a imensos espetáculos de rua e interagir com os atores, desfrutar de músicas lendários e de imensos produtos artesanais espalhados pelas banquinhas.

O que ver?

– Termas Romanas: foram descobertas durante um estudo arqueológico entre 1977 e 1999. O local é de acesso gratuito, e permitem-nos perceber que no seu interior existiam vários compartimentos frios e quentes
que possibilitavam aos seus frequentadores circularem entre espaços frios e aquecidos. Existe ainda a norte do edifício vestígios arqueológicos relacionados com um teatro que nos remonta à mesma época.

– Balneário Pré-romano: localizado no edifício da estação dos caminhos de ferro, e de acesso livre, este balneário era destinado a banhos de vapor rituais e composto por um forno, uma sala de vapor e uma sala intermédia com bancos corridos.

– Villa: Quinta com animais e Animais Exóticos permite-nos apreciar uma exposição de animais de quinta e interagir com cavalos, burros, galinhas, patos, coelhos, cabritos, ovelhas e gansos, répteis, serpentes e aves de rapina.

– Mercatus Romanus: Artesãos e Mercadores , espalhados pelas ruas podemos ver as diferentes artes da olaria, tecelagem, bijutaria, cestaria, vidro, cantaria, couro, marcenaria, produtos naturais e alimentares. Podemos ainda perceber a arte da salga, da secagem do peixe e os mistérios do Garum (o famoso molho de peixe que temperava a comida diária dos romanos) e experimentar a cunhagem da moeda.

Espetáculos de rua: muitos são os bailados e os atores em diferentes performances que vamos encontrado pelas ruas, até os mediáticos Malatitsch marcam aqui presença assídua.

– Praça da restauração: com imensas bancas de comida, podemo-nos deliciar com as sandes de porco, a sopa da pedra e até a bela da sangria.

Funeral do Romano: é o ponto mais alto da festa, onde é inevitável a viagem no tempo, na última noite é retratado todo o ritual de um funeral romano, onde era feito o velório ao corpo em praça pública, seguido do cortejo fúnebre chorado pelas antigas carpideiras, seguido da cremação.

Já estão de agenda e caneta na mão?! Marquem lá, em maio de 2021 Braga espera por nós. Em Braga sejamos Bracaraugutus!

Alexandra Maia

Alexandra Maia, 31 anos, estudou psicologia mas a sua grande paixão é a fotografia. Em 2019 fez um curso de fotografia para aprofundar os seus conhecimentos e faz desta paixão o seu grande hobbie, viajando de máquina ao ombro e capturando todos os momentos. Partilha todas estas experiências no seu bloque pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *