Olá, eu sou a educadora do teu filho!

Visita-se a escola, faz-se a inscrição, temos o regulamento interno, os documentos e a lista de material. E depois vem a educadora com uma serie de questões que mais parece um  interrogatório da polícia, verdade? Queres saber porquê? A educadora explica! 

Olá, eu sou a educadora do teu filho. Muito gosto em conhecer-te. 

Sou eu que vou cuidar do teu mais que tudo durante grande parte do dia e, provavelmente, estarei tanto ou mais tempo com ele do que tu. Por isso não tenhas pressa e conta-me tudo o que sabes sobre ele. Diz-me o que gosta de fazer e como gosta de adormecer. Diz-me como se chama o seu brinquedo favorito e quais as comidas prediletas. O que é que o assusta? E como é a sua relação com outras crianças? Quero saber tudo. Depois conta-me também quais as rotinas lá em casa, com quem vive e como corre tudo por lá. No fundo não quero saber muito da tua vida, mas quero saber tudo da vida do pequeno ser que vou receber.

Eu não vos vou substituir, mas quero ser a cuidadora mais empenhada para que o coraçãozinho do teu filho se sinta mais aconchegado e para que a adaptação seja mais suave. 

Quero que me contes tudo, mas quero que me ouças na mesma medida. Quero que valorizes os meus pedidos e as minhas observações e que estreites ao máximo a relação escola-casa. Quero que colabores nos trabalhos e nas atividades propostas e que venhas à escola sempre que possas. Sim, tal como as visitas, as tuas ideias serão também sempre bem vindas. 

No fim do dia quero que te emociones com uma conquista, com uma tramada de uma febre ou quando o teu filho me der um abraço de até amanhã ou de bom dia cheio de amor. Quero emocionar-me contigo. E vamos fazer um contrato: vamos respeitar-nos e colaborar todos os dias e ver o teu filho, também um bocadinho meu, crescer e ser feliz.

O texto pareceu-te familiar? Das duas uma: ou és um(a) excelente educador(a) ou o teu filho está com um(a) excelente educador(a).

Patrícia Paulo

Educadora de Infância e Mãe de dois. Alia a experiência à formação e partilha o seu conhecimento com pais e profissionais. Utiliza a escrita como forma de os ajudar a tomar decisões e executar ações conscientes e informadas no âmbito da educação. Autora da página Le Petit Vi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *