5 Atividades com areia

Um material acessível, que até podemos trazer da praia, e que permite uma infinidade de atividades com os teus filhos. Apresentamos-te 5 hipóteses para 5 diferentes idades.

Não é necessário adquiri materiais dispendiosos e muitos estruturados para que possamos usufruir de atividades interessantes que estimulam aquisição de competências. A areia é um óptimo exemplo disso e pode ser usada em qualquer idade. Seguem atividades adequadas a cada faixa etária que podes fazer com os teus filhos.

1. Experiência sensorial – até 1 ano

Muitos pais deparam-se com a dificuldade de levar os seus bebés à praia porque existe uma aversão à areia. É natural que isso aconteça. Até um ano tudo é uma experiência nova e apresentamos a praia aos nossos bebés com uma infinidade de informação nova sensorialmente: a areia, a som do mar, o vento, o sol mais forte, a paisagem. É uma boa estratégia permitir que os explore separadamente e por isso, levar areia para que a experimente e se habitue a ela em casa é uma mais valia. 

Podes colocá-la num tabuleiro e permitir toque na areia com os pés, as mãos no seu local seguro é a vossa casa.

2. Experiências com areia – 1 aos 3 anos

Embora se sugira que seja feita na idade de creche, experiências com areia podem ser feitas até à idade adulta. Colocar água e ver como a textura se altera, deixar secar e perceber que volta à consistência inicial, passar areia de um recipiente para outro tentando não deixar que os grãos escapem, esconder as mãos da mamã e descobri-las são tudo experiências que entusiasmam os nossos bebés e desenvolvem competências como a motricidade fina ou a consciência corporal. Utiliza materiais de uso quotidiano como copos, colheres e outros que facilitem e estimulem a exploração.

3. Descobrir objetos – 3 anos

Escolhemos uns quantos pequenos objetos e fotografamos, escondemo-los na areia e oferecemos um pincel (caso a quantidade de areia seja menor) ou uma pá (caso a quantidade de areia seja maior).

Depois mostramos as fotografias, uma a uma, e desafiamos a criança a descobrir cada objeto. A cada descoberta podemos explorar a cor, a função ou até mesmo a forma. 

4. Escrever na areia – a partir dos 4/5 anos

Escrever com um lápis ou caneta são as propostas habituais para desenvolver a motricidade fina ou a abordagem à escrita. Mas se a proposta fosse fazê-lo o dedo na areia? 

Basta ter um tabuleiro com areia e pedir que a criança, inicialmente experimente livremente e depois através de jogos, por exemplo escrever o nome do animal que tem riscas.

O interessante é que podemos escrever e depois “apagar” voltando ao formato inicial.

Para os mais pequenos podemos pedir apenas que desenhem e a experiência é igualmente enriquecedora.

5. O que é a areia? – a partir dos 7

Pegar na areia e saber tudo sobre ela. Este é o desafio. Isto implica que a criança tenha a liberdade de se deslocar, com a ajuda dos pais, a todos os locais que lhe suscitarem curiosidade.

O primeiro passo é explorar a areia e procurar saber mais sobre ela. Depois é interessante ir até a uma rocha e perceber como se desfaz e se transforma em areia. Ir até à praia e experimentar friccionar com água salgada uma rocha, observar as rochas junto ao mar que estão esculpidas pela água e no final fazer uma síntese registando o ciclo das rochas. 

Desafios para pais dinâmicos e filhos curiosos não faltam com materiais naturais como a areia. Basta deixarmo-nos ir pela nossa imaginação e deixar que, também os teus filhos te ensinem a descobrir o mundo onde vives.

Patrícia Paulo

Educadora de Infância e Mãe de dois. Alia a experiência à formação e partilha o seu conhecimento com pais e profissionais. Utiliza a escrita como forma de os ajudar a tomar decisões e executar ações conscientes e informadas no âmbito da educação. Autora da página Le Petit Vi

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *